Segunda-feira, 08.06.09

Não me irei perder em longas análises sobre o que aconteceu ontem. Os comentadores, politólogos e demais colunistas e opinion makers encarregar-se-ão de dissecar os resultados eleitorais, apontar os culpados, enunciar os vencedores e os vencidos. Não é esse o objectivo deste post, apesar de também ter as minhas leituras e avaliação do sucedido. Mas a democracia é soberana, o povo escolheu e está decidido.

 

Este post é dedicado à JS, aos seus dirigentes e militantes.

 

É a expressão do meu reconhecimento e agradecimento aos milhares de militantes da JS que por todo o país quer ao lado do cabeça de lista quer ao lado dos candidatos, quer muitas vezes sozinhos, se dedicaram a esta campanha em nome do PS e dos valores que defendemos na Europa. Para todos o meu obrigado.

 

A JS balançou-se nesta campanha certa de um adversário principal: a abstenção. Procurámos esclarecer os jovens portugueses sobre a importância do projecto europeu e arriscámos a defesa de propostas bem concretas, como o Erasmus universal e acessível a todos. Fomos para a estrada. Percorremos as Universidades e Politécnicos. Fizemos e distribuímos 100 mil flyers com as nossas propostas. E estivemos nessa campanha em todo o lado. Foi uma grande campanha dos jovens socialistas. Não me esquecerei dos comícios em que a JS mostrou bem aquilo que é.

 

Quero também agradecer o empenho dos candidatos que a JS teve na lista do PS para o Parlamento Europeu. Não obstante o facto de estarem colocados em lugares claramente inelegíveis, os nossos 3 candidatos estiveram, também eles em todo o lado. Em debates, iniciativas de rua, a agitar bandeiras a distribuir propaganda, etc. Foram incansáveis. Ao Pedro, à Mafalda e ao Bruno o meu obrigado. A JS orgulha-se de vós.

 

 

Termino, com um agradecimento especial aos que me acompanharam a mim e ao Duarte Cordeiro por todo o país a dormir parcas horas em trabalho sobre-humano e que tiveram a bondade de me aturar. Não é fácil. Porque os últimos são os primeiros não posso deixar de agradecer a todos eles de forma particular e personalizando neles o meu enorme agradecimento a toda a JS. Assim: ao João Castro; à Melissa Gonçalves; ao Carlos César; ao Filipe Gonçalves; à Marisa Gonçalves, ao André Gonçalves; ao Alexandre Ochoa; ao Carlos Godinho; ao Bruno Bento; ao Carlos Maçarico; ao António Morgado;  à Ana Leite, ao Vitor Iria; ao João Silva; ao Bruno Rego; ao Fernando Morgado; ao Gil, ao Marco Marques; ao Ricardo Barrote; ao João Fernandes;  ao Fábio Correia; ao Amadeu Vasconcelos; à Ana Pinto; à Anabela; ao Guilherme Azevedo; ao Lúcio Balula; ao Rui Machado; ao Filipe; ao André Valentim; à Ana Marta Silveira; ao Igor; ao José Aires; à Fátima; ao Fernando; ao Marco Matos; ao Marco Santos; ao António Fantasia; ao Hugo Costa; à Debora Antunes; à Filipa Couto e, finalmente, ao Ricardo Lino por todo o empenho e amizade. Sem ele teria sido bem mais difícil. A todas as nossas federações da JS e em especial às Federações da FAUL, do Porto e de Braga nas pessoas do Pedro Pinto, do Nuno Araújo e do Hugo Pires. O meu sentido obrigado.

 

Parabéns JS e obrigado.

 


sinto-me agradecido
tags: ,


Sábado, 09.05.09

São 8h da noite e encontro-me numa sala com mais de 100 jovens socialistas, como eu, a discutir a Europa, o Crescimento Económico e o Combate à Crise Internacional. Temos como convidada especial Maria João Rodrigues. É verdadeiramente um privilégio poder discutir a Europa com a pessoa que delineou a Estratégia de Lisboa e é uma das maiores "experts", sobre a UE.

 

Hoje comemora-se o dia da Europa e a JS decidiu celebrar a Europa com um Campus dedicado ao tema e que grande dia estamos a ter. Passaram por cá Correia de Campos, Edite Estrela, Ana Gomes, Petroula Nteledimou (Presidente da ECOSY), José Sócrates, Vital Moreira, Inês de Medeiros, e tantos mais. Ainda teremos um painel com Capoulas Santos e Pedro Silva Pereira.

 

Parabéns JS e parabéns Pedro Alves (somos tantos pedros que temos de usar sempre os apelidos :-/)

 

Nós, jovens socialistas, somos verdadeiramente europeus e sentimo-nos assim. É por isso que já na segunda-feira percorremos todo o país a discutir a Europa e a defender com convicção as nossas ideias para o futuro da UE. Queremos coisas como Erasmus para tod@s e + apoio ao emprego, em especial dos jovens.

 

Achamos que a Europa é Vital nas nossas vidas e não abdicamos do nosso direito de discuti-la, aprofundá-la e defendê-la.

 

Começaram as Europeias 2009 e a JS está preparada, empenhada, motivada e mobilizada para o desafio que temos.

 

 


sinto-me exausto, mas confiante

PV às 20:16 | link do post | comentar

pesquisar...
 
Artigos recentes

Progressividade fiscal e ...

Cidadania europeia: o nov...

O progresso...

@ convidad@ da semana - J...

O Homem a fazer de Deus

O gineceu político do PSD

@ convidad@ da semana - C...

Os tiros nos pés do PS

A Democracia Hoje

NotíciasJS - 1.º Noticiár...

Jovem Socialista - Jornal...

Assim vai Cuba...

@ convidad@ da semana - P...

Jovem Socialista Poadcast...

JS em Entrevista - Progra...

Quid iuris?

@ convidad@ da semana - P...

Repugnante

Curtas

@ Convidad@ da Semana - J...

EUA: fez-se história

@ convidad@ da semana - M...

PSD... ou PCP ? ou o desn...

Democracia ao estilo do P...

A pérola II

A pérola

A Europa continua a ser v...

Futurália

"Virou-se o feitiço contr...

Lendo as notícias de hoje...

Frase do dia

MMG

Edições impressas do Jove...

Acompanhe todas as notíci...

Princípios da Administraç...

Da série "aos 10 anos já ...

Da série "aos 10 anos já ...

Da série "aos 10 anos já ...

Neda,

Mutilação Genital Feminin...

Orgulho em ser socialista

Dos EUA...

Por uma política com "P" ...

É da vida...

Notícias que interessam: ...

aCima & aBaixo

Ensino Superior com mais vagas

Começa amanha a primeira fase de
acesso ao ensino superior público
com mais 4% de vagasque em 2009.
Vão abrir mais 2068 vagas, sobretudo
nos horarios pós-laborais.
O Governo assinou em Janeiro
um “contrato de confiança” no qual
garante mais fundos com o
compromisso de que se aumentem
as oportunidades de
licenciatura e mestrados à
população activa.
É uma aposta no ensino superior
que não deixa de ter em conta a
produtividade e crescimento do país,
gerando mão-de-obra mais qualificada.

Deputados ausentes

Em nove meses de legislatura
podem ser contabilizadas 652 faltas.
Mesmo após o aviso do presidente
da Assembleia da República, Jaime
Gama, em que diz que não se aceitam
"deputados em part-time" contnua a
existir uma media elevada
de faltas, muitas delas injustificadas.
A assiduidade é um dos factores
que mais descredibiliza os deputados,
e toda a politica representativa.
A bancada com mais faltas é
a do PSD, que é responsável por cerca
de metade das faltas desde o início
da legislatura, seguida pelo CDS.
Os motivos apresentados são
variados mas as faltas continuam
a incidir sobre feriados com
pontes, como o 10 de Junho.
A assiduidade tem, contudo,
vindo a melhorar, com mais controlo
por parte do presidente da Assembleia.



Inês Mendes, 12/07/2010
links
Sotão

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds