Quarta-feira, 10.06.09

Ontem vi Santana Lopes a representar o PSD no programa Prós & Contras. Hoje li uma notícia que ainda me deixou mais preocupado - Manuela Ferreira Leite já pensa em coligações com o CDS/PP de Paulo Portas para governar..

 

Preocupante, porque ainda me recordo no estado em que esta mesma coligação deixou o país quando saiu do governo. Preocupante porque lembro-me de Manuela Ferreira Leite enquanto ministra. Preocupante porque sei quais são as suas políticas de igualdade ou de juventude, ou melhor, a falta das mesmas. Preocupante, porque me recordo muito bem do respeito que estes senhores têm pela liberdade dos outros e pelos princípios democráticos, sendo o estado português ainda há bem pouco tempo condenado pela polémica proibição da entrada do barco do aborto em águas portuguesas, enfrentando pela frente vastos recursos da marinha portuguesa.

 

Destes momentos, recordo um mais marcante, da história de luta por ideais e de combate político, um grande momento da Juventude Socialista e do nosso camarada Pedro Nuno Santos:

 

 

Por isto e por muito mais, porque não quero viver num país a preto e branco de políticas do século XIX, espero que os portugueses ainda tenham memória viva.

 

 



Luís Pereira às 01:59 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Quarta-feira, 29.04.09

 

Podes ainda lêr a entrevista do nosso camarada Pedro Nuno Santos ao Acção Socialista.



Jovem Socialista às 00:55 | link do post | comentar

pesquisar...
 
Artigos recentes

Recordações más de mais p...

A força da mudança! A for...

aCima & aBaixo

Ensino Superior com mais vagas

Começa amanha a primeira fase de
acesso ao ensino superior público
com mais 4% de vagasque em 2009.
Vão abrir mais 2068 vagas, sobretudo
nos horarios pós-laborais.
O Governo assinou em Janeiro
um “contrato de confiança” no qual
garante mais fundos com o
compromisso de que se aumentem
as oportunidades de
licenciatura e mestrados à
população activa.
É uma aposta no ensino superior
que não deixa de ter em conta a
produtividade e crescimento do país,
gerando mão-de-obra mais qualificada.

Deputados ausentes

Em nove meses de legislatura
podem ser contabilizadas 652 faltas.
Mesmo após o aviso do presidente
da Assembleia da República, Jaime
Gama, em que diz que não se aceitam
"deputados em part-time" contnua a
existir uma media elevada
de faltas, muitas delas injustificadas.
A assiduidade é um dos factores
que mais descredibiliza os deputados,
e toda a politica representativa.
A bancada com mais faltas é
a do PSD, que é responsável por cerca
de metade das faltas desde o início
da legislatura, seguida pelo CDS.
Os motivos apresentados são
variados mas as faltas continuam
a incidir sobre feriados com
pontes, como o 10 de Junho.
A assiduidade tem, contudo,
vindo a melhorar, com mais controlo
por parte do presidente da Assembleia.



Inês Mendes, 12/07/2010
links
Sotão

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds