Terça-feira, 12.05.09

• Miguel Sousa Tavares, Números de circo:

    «Três homens sentaram-se a uma mesa para almoçar: dois eram magistrados ao serviço do MP e encarregados das investigações ao caso Freeport, o outro era magistrado do MP também, mas destacado no Eurojust. Segundo o relato coincidente de todos, o último terá dito aos outros que o primeiro-ministro queria ver a investigação concluída rapidamente. Conforme as interpretações desta frase, ela era uma frase banal e lógica ou uma intolerável "pressão" e recado do poder político ao poder judicial. Fez-se disto um caso de arromba e o sr. procurador-geral - em lugar de arriscar a sua própria interpretação, conforme lhe competia - mandou abrir o inescapável "inquérito", para inquirir o que já se sabia. Há mais de um mês que um quarto magistrado "investiga", pois, este palpitante assunto e esta semana o sr. procurador-geral avisou que vai ser preciso pelo menos mais outro mês até se chegar a uma conclusão. Eis a noção de rapidez da nossa Justiça.»

     

     

    Retirado da Câmara Corporativa.

     



Luís Pereira às 01:56 | link do post | comentar

pesquisar...
 
Artigos recentes

Lendo outros - havia nece...

aCima & aBaixo

Ensino Superior com mais vagas

Começa amanha a primeira fase de
acesso ao ensino superior público
com mais 4% de vagasque em 2009.
Vão abrir mais 2068 vagas, sobretudo
nos horarios pós-laborais.
O Governo assinou em Janeiro
um “contrato de confiança” no qual
garante mais fundos com o
compromisso de que se aumentem
as oportunidades de
licenciatura e mestrados à
população activa.
É uma aposta no ensino superior
que não deixa de ter em conta a
produtividade e crescimento do país,
gerando mão-de-obra mais qualificada.

Deputados ausentes

Em nove meses de legislatura
podem ser contabilizadas 652 faltas.
Mesmo após o aviso do presidente
da Assembleia da República, Jaime
Gama, em que diz que não se aceitam
"deputados em part-time" contnua a
existir uma media elevada
de faltas, muitas delas injustificadas.
A assiduidade é um dos factores
que mais descredibiliza os deputados,
e toda a politica representativa.
A bancada com mais faltas é
a do PSD, que é responsável por cerca
de metade das faltas desde o início
da legislatura, seguida pelo CDS.
Os motivos apresentados são
variados mas as faltas continuam
a incidir sobre feriados com
pontes, como o 10 de Junho.
A assiduidade tem, contudo,
vindo a melhorar, com mais controlo
por parte do presidente da Assembleia.



Inês Mendes, 12/07/2010
links
Sotão

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds