Quarta-feira, 10.06.09



Luís Pereira às 21:27 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Domingo, 26.04.09

Vou deixar aqui uma advinha:

 

- num lado, no discurso sobre o 25 de Abril na Assembleia da República, sente-se uma clara emoção em relação ao significado desta celebração. Do outro lado, gritos, populismo e aproveitamento político de uma cerimónia solene.

 

- num lado, o Secretário-Geral inaugura uma nova forma de comunicação com os cidadãos portugueses, fomentando a aproximação entre a classe política e os cidadãos. Do outro lado, inaugura-se uma praça qualquer com o nome de um ditador que negava a existência de democracia.

 

- num lado, festeja-se o 25 de Abril. Do outro lado, na Madeira, onde existe das festas mais caras em termos de fogo de artificio, quando toca a comemorar o 25 de Abril, não existe nenhum festejo.

 

Sim, eu sei, é fácil. Aproveito ainda para deixar aqui uma notícia:

Vigília da JS junto às portas fechadas da Assembleia reúne 55 pessoas

 


tags: , , ,

Luís Pereira às 12:22 | link do post | comentar

Sábado, 25.04.09

A Juventude Socialista, e Portugal no geral, festeja hoje aquele que é o dia. da democracia. Foi neste dia que, há 35 anos atrás, os Capitães de Abril e a população se uniram e conquistaram importantes bandeiras: liberdade de expressão, liberdade de escolha dos nossos políticos, através do voto, liberdade de intervenção e participação na ambição de uma sociedade mais justa, igual e solidária.

 

É deste passado, que contou com a participação histórica do Partido Socialista, acabado de fazer 36 anos, e de figuras como Mário Soares, que nasceu, por exemplo, a Juventude Socialista. Uma organização política, constituída por jovens, e para jovens, que discutem ideias, ideais e projectos para o país. A JS tem pautado, aliás, a sua actuação no fomento da participação política.

 

Neste sentido, acho que é uma excelente ideia, da qual pode concluir importantes resultados, esta iniciativa do Movimento Sócrates 09, no qual a Juventude Socialista tem dado um importantíssimo contributo. Foi uma boa oportunidade, bastante correspondida, de cidadãos "normais" poderem colocar as suas questões ao sr. Primeiro-ministro, José Sócrates, e deste obter uma resposta. Um exemplo de participação política do povo e resposta do poder político. Principalmente quando o principal desafio deste poder político é a abstenção e afastamento da população com a classe política. O Partido Socialista aproveitou da melhor forma o assinalar deste dia para promover estas intervenções.

 

Uma iniciativa que irá ter seguimento, nomeadamente no próximo dia 28 de Abril, das 21:30 às 22:30, onde Augusto Santos Silva irá responder às perguntas colocadas no site www.socrates09.pt.

 

Que melhor forma de demonstrar respeito por esta importante luta pela democracia,  pelo dia 25 de Abril, do que participando? Vamos manter vivo o espírito de Abril! 



Luís Pereira às 19:43 | link do post | comentar

pesquisar...
 
Artigos recentes

Figura que importa record...

Como os Partidos sentem o...

25 de Abril sempre!

aCima & aBaixo

Ensino Superior com mais vagas

Começa amanha a primeira fase de
acesso ao ensino superior público
com mais 4% de vagasque em 2009.
Vão abrir mais 2068 vagas, sobretudo
nos horarios pós-laborais.
O Governo assinou em Janeiro
um “contrato de confiança” no qual
garante mais fundos com o
compromisso de que se aumentem
as oportunidades de
licenciatura e mestrados à
população activa.
É uma aposta no ensino superior
que não deixa de ter em conta a
produtividade e crescimento do país,
gerando mão-de-obra mais qualificada.

Deputados ausentes

Em nove meses de legislatura
podem ser contabilizadas 652 faltas.
Mesmo após o aviso do presidente
da Assembleia da República, Jaime
Gama, em que diz que não se aceitam
"deputados em part-time" contnua a
existir uma media elevada
de faltas, muitas delas injustificadas.
A assiduidade é um dos factores
que mais descredibiliza os deputados,
e toda a politica representativa.
A bancada com mais faltas é
a do PSD, que é responsável por cerca
de metade das faltas desde o início
da legislatura, seguida pelo CDS.
Os motivos apresentados são
variados mas as faltas continuam
a incidir sobre feriados com
pontes, como o 10 de Junho.
A assiduidade tem, contudo,
vindo a melhorar, com mais controlo
por parte do presidente da Assembleia.



Inês Mendes, 12/07/2010
links
Sotão

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds