Terça-feira, 9 de Junho de 2009

Em democracia aceitar os resultados eleitorais é uma obrigação de todos. Mas tiro 7 tópicos sobre a noite eleitoral:

 

1 – O Bloco de Esquerda é o melhor aliado que o PSD e a direita podem ter. O PSD apenas ganhou esta eleição pelo facto de a esquerda vanguardista ter subido. Votar Bloco de Esquerda é votar PSD. Votar Bloco de Esquerda é ajudar a colocar a direita conservadora no poder.

 

2 – O PSD ganhou com a vitória eleitoral mais baixa que alguém obteve em Europeias (em 2004 o PS tinha obtido 44,53%, mais 13% que agora o PSD) e consegue mesmo vencendo quase o pior resultado eleitoral da História do partido em Europeias que se candidatou sozinho.

 

3 – Existe um estranho proteccionismo da comunicação social ao Bloco. Parece que obtiveram muito mais do que a realidade, mas a verdade é que ficaram apenas separados por 0,1% da CDU.

 

4 – A mentira e a manipulação do PSD, BE e CDU foram os vencedores. Todos eles apenas criaram populismo e mentiram na realidade para obter um bom resultado eleitoral.

 

5 – As sondagens eleitorais perderam aderência à realidade. Falharam demasiado. Tem de ser mudados métodos para obter maior fiabilidade. Será que ninguém ainda reparou que já não se utiliza telefone fixo? E não se vê que isso torna os resultados enviesados?

 

6 – Portugal é conhecido por ser um país conservador, mas a extrema-esquerda consegue obter 20% dos votos. Será que o populismo que leva as pessoas a votar na extrema-direita pela Europa não é o mesmo que leva a votar em partidos anti-poder em Portugal?

 

7 – Paulo Rangel fez o mesmo de sempre. Nem uma palavra sobre a Europa e a sua preocupação era se o A, o B ou C lhe tinham dados os parabéns. Sobre Europa? Nada!

 

artigo publicado no País Relativo



Hugo Costa às 14:32 | link do post | comentar

7 comentários:
De Ricardo a 9 de Junho de 2009 às 14:48
Arranjem as desculpas que quiserem, mas a verdade é só uma, desde 1996 que o PS está no poder e o que é que temos ao fim destes anos todos? Um país falido, corrupto, de aldrabões e injusto, com todos os recordes de desgraças batidos. Quanto mais tempo precisam para aprender a governar? No minímo, sejam honestos e de uma vez asumam que só têm feito porcaria.


De JM a 9 de Junho de 2009 às 15:31
Que mau perder!
A culpa destes números é vossa, políticos corruptos e incompetentes. Os futuros políticos cuja preparação começa nas juventudes deviam analisar profundamente estes resultados e perceber que o povo deixou de ser estúpido e já não vai em politica espectáculo nem se deixa enganar com os rebuçados de última hora. Compete-vos a vocês profissionais deste modo de vida esclarecer os portugueses. O voto no BE é um voto de protesto contra roubalheira e parasitismo que o PS protagoniza. E o que mais vos dói é o facto do PSD sem os meios e o espectáculo mediático que o PS teve, vos ter dado uma verdadeira "ratada", mesmo com todas as sondagens a vosso favor. Vão mas é trabalhar e façam qualquer coisa de útil para a sociedade ou então desapareçam.


De Queiroz a 9 de Junho de 2009 às 15:37
Sim, ainda existe gente que vota no PS, onde se constata que a democracia é infima, tentando controlar tudo e todos... vale é que a maioria já se vai apercebendo disso... mas, como os doentes da bola, ainda existe gente que vota no PS... enfim!!!


De Anselmo Damásio a 9 de Junho de 2009 às 18:21
Concordo plenamente. O PSD veio cantar vitoria, mas só se for para enganar o Zé Povinho. Pois eles tiveram mais votos, graças à abstenção e ao Bloco de Esquerda. Esses tipos do BE , só sabem fazer uma coisa, ajudar a direita portuguesa a ter mais votos do que o Partido Socialista


De Pedro Pereira a 10 de Junho de 2009 às 01:16
Concordo plenamente.


De andre a 10 de Junho de 2009 às 17:04
se fosse o PS a vençer com o resultado que o PSD teve, não tavas aqui a cantar vitória??

aprende a ser democrático!! o PSD vençeu porque foi a vontade do povo


De Luís Pereira a 10 de Junho de 2009 às 17:13
Aqui somos todos democráticos, como se comprova pelos comentários.

O povo é soberano e já disse o que sentia no domingo. Agora, também podemos teorizar um pouco sobre o resultado, ou não?


Comentar post

pesquisar...
 
Artigos recentes

Progressividade fiscal e ...

Cidadania europeia: o nov...

O progresso...

@ convidad@ da semana - J...

O Homem a fazer de Deus

O gineceu político do PSD

@ convidad@ da semana - C...

Os tiros nos pés do PS

A Democracia Hoje

NotíciasJS - 1.º Noticiár...

Jovem Socialista - Jornal...

Assim vai Cuba...

@ convidad@ da semana - P...

Jovem Socialista Poadcast...

JS em Entrevista - Progra...

Quid iuris?

@ convidad@ da semana - P...

Repugnante

Curtas

@ Convidad@ da Semana - J...

EUA: fez-se história

@ convidad@ da semana - M...

PSD... ou PCP ? ou o desn...

Democracia ao estilo do P...

A pérola II

A pérola

A Europa continua a ser v...

Futurália

"Virou-se o feitiço contr...

Lendo as notícias de hoje...

Frase do dia

MMG

Edições impressas do Jove...

Acompanhe todas as notíci...

Princípios da Administraç...

Da série "aos 10 anos já ...

Da série "aos 10 anos já ...

Da série "aos 10 anos já ...

Neda,

Mutilação Genital Feminin...

Orgulho em ser socialista

Dos EUA...

Por uma política com "P" ...

É da vida...

Notícias que interessam: ...

aCima & aBaixo

Ensino Superior com mais vagas

Começa amanha a primeira fase de
acesso ao ensino superior público
com mais 4% de vagasque em 2009.
Vão abrir mais 2068 vagas, sobretudo
nos horarios pós-laborais.
O Governo assinou em Janeiro
um “contrato de confiança” no qual
garante mais fundos com o
compromisso de que se aumentem
as oportunidades de
licenciatura e mestrados à
população activa.
É uma aposta no ensino superior
que não deixa de ter em conta a
produtividade e crescimento do país,
gerando mão-de-obra mais qualificada.

Deputados ausentes

Em nove meses de legislatura
podem ser contabilizadas 652 faltas.
Mesmo após o aviso do presidente
da Assembleia da República, Jaime
Gama, em que diz que não se aceitam
"deputados em part-time" contnua a
existir uma media elevada
de faltas, muitas delas injustificadas.
A assiduidade é um dos factores
que mais descredibiliza os deputados,
e toda a politica representativa.
A bancada com mais faltas é
a do PSD, que é responsável por cerca
de metade das faltas desde o início
da legislatura, seguida pelo CDS.
Os motivos apresentados são
variados mas as faltas continuam
a incidir sobre feriados com
pontes, como o 10 de Junho.
A assiduidade tem, contudo,
vindo a melhorar, com mais controlo
por parte do presidente da Assembleia.



Inês Mendes, 12/07/2010
links
Sotão

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds