Segunda-feira, 8 de Junho de 2009

- A Juventude Socialista esteve em grande nesta campanha para as eleições europeias. Foi o corpo e alma da festa que se sentiu em muitos sítios. Parabéns a todos os envolvidos.

 

- Vital Moreira foi um bom candidato, um intelectual de primeira com ideias para a Europa e um projecto socialista. Os nossos agradecimentos, tive todo o prazer em acompanhá-lo.

 

- O CDS ficou atrás do BE...há alguns anos atrás isso provocou a demissão de Paulo Portas...e agora? Prefere o fait divers de uma moção de censura...

 

- O PCP, por muitas manifestações que faça, ficou claramente atrás do BE...

 

- Parabéns ao PSD, por ter ficado à frente, mas não se esqueçam de uma coisa - a vitória é muito por culpa do BE, que retirou votos ao PS. É algo preocupante, ver um partido de extrema esquerda subir tanto nesta votação, principalmente um que se assumiu como anti-europeu.

 

- Por isso, nas hostes laranjas, mais do que a vitória, que se traduziu no número normal das suas votações devia preocupar este crescimento da extrema esquerda.Tal como é curioso, a esquerda tornar-se como a principal opositora a um outro partido de esquerda, o PS. Por muito que haja a dizer sobre este resultado, há que dar os parabéns a Paulo Rangel.

 

 

 

 

- Paulo Rangel já quer suspender o governo de tomar decisões. Afinal não são 6 meses, o PSD só quer suspender a democracia por uns 3/4 meses. Continua a política do sound byte.

 

- A prova de fogo - veremos como se safa o PSD sem Rangel, a não ser que este caia no descrédito de sair de Bruxelas.

 

 

- A mensagem deve ser percebida, muito mais do que a vitória das ideias, venceram os votos dos descontentes pela crise que se vive no mundo. De lamentar, muito, a abstenção.

 

 

- Para mal dos pecados dos eleitores europeus, foram os mesmo da direita que fomentaram esta crise, que vêm hoje a sua maioria aumentar. Preocupante também o crescimento dos extremos, de esquerda ou direita, que pode fomentar o crescimento de discursos radicais e prejudicar o progresso da União Europeia.

 

Concluíndo: Parabéns ao PSD! Já sabemos qual é o vosso máximo - 33% - O desafio do PS é estar muito acima disso (+ 10%). O combate agora será pela maioria absoluta de José Sócrates.

 

 

 



Luís Pereira às 17:04 | link do post | comentar

2 comentários:
De Ana Figueiredo a 9 de Junho de 2009 às 09:36
Gostei do que li... mas estava à espera que tirasse conclusões como socialista que é!!! Porque será que um partido de esquerda (BE) tira votos a outro partido de esquerda (PS)... será porque o PS há muito tempo que deixou se ser esquerda!!! Não nos satisfaz???!!! Se calhar os cidadãos de esquerda já estam fartos de direitas mascaradas de esquerda... Assumam-se!!! ou são ou não!!!


De ATENTO a 9 de Junho de 2009 às 15:26
Deveriam reflectir era sobre a arrogância do Socrates e companhia. Da fraca qualidade, enquanto político, de Vital Moreira. Deixar de ouvir o bochechas, a família e os amigos estrangeiros, já ultrapassados, todos, pelo tempo e pela história. Em vez de andar preocupado com o Durão Barroso, devia abdicar de parte da reforma choruda que recebe do Estado e demais mordomias que advêm de ter sido Presidente da República. E ainda teve a lata de criar uma fundação... recorrendo aos subsídios do Estado, oferecidos pelo Guterres quando era primeiro ministro! Homens de qualidade e de grande envergadura são os que , como Champalimaud, criou uma fundação com o dinheiro dele e pôs essa fundação, após a sua morte e através de testamnento, ao serviço do País onde viveu e da ciência. Agora gabarolas como o Soares, que se julga o rei dos democratas e como todos os socialistas são uns arrogantes (ver Santos Silva; Sócrates; o Jamais; a Lurdinhas Rodrigues; A peixeira da Ana Gomes; a vaidosa da Elisa Ferreira; a cada vez mais feia Edite Estrela e tantos outros que nunca foram nada nem ninguém na vida, apenas através da política emergiram na causa pública. Estou cheio dessa gente, enojado e como eu muita e muita gente. Daí o resultado pecar por escasso!!!


Comentar post

pesquisar...
 
Artigos recentes

Progressividade fiscal e ...

Cidadania europeia: o nov...

O progresso...

@ convidad@ da semana - J...

O Homem a fazer de Deus

O gineceu político do PSD

@ convidad@ da semana - C...

Os tiros nos pés do PS

A Democracia Hoje

NotíciasJS - 1.º Noticiár...

Jovem Socialista - Jornal...

Assim vai Cuba...

@ convidad@ da semana - P...

Jovem Socialista Poadcast...

JS em Entrevista - Progra...

Quid iuris?

@ convidad@ da semana - P...

Repugnante

Curtas

@ Convidad@ da Semana - J...

EUA: fez-se história

@ convidad@ da semana - M...

PSD... ou PCP ? ou o desn...

Democracia ao estilo do P...

A pérola II

A pérola

A Europa continua a ser v...

Futurália

"Virou-se o feitiço contr...

Lendo as notícias de hoje...

Frase do dia

MMG

Edições impressas do Jove...

Acompanhe todas as notíci...

Princípios da Administraç...

Da série "aos 10 anos já ...

Da série "aos 10 anos já ...

Da série "aos 10 anos já ...

Neda,

Mutilação Genital Feminin...

Orgulho em ser socialista

Dos EUA...

Por uma política com "P" ...

É da vida...

Notícias que interessam: ...

aCima & aBaixo

Ensino Superior com mais vagas

Começa amanha a primeira fase de
acesso ao ensino superior público
com mais 4% de vagasque em 2009.
Vão abrir mais 2068 vagas, sobretudo
nos horarios pós-laborais.
O Governo assinou em Janeiro
um “contrato de confiança” no qual
garante mais fundos com o
compromisso de que se aumentem
as oportunidades de
licenciatura e mestrados à
população activa.
É uma aposta no ensino superior
que não deixa de ter em conta a
produtividade e crescimento do país,
gerando mão-de-obra mais qualificada.

Deputados ausentes

Em nove meses de legislatura
podem ser contabilizadas 652 faltas.
Mesmo após o aviso do presidente
da Assembleia da República, Jaime
Gama, em que diz que não se aceitam
"deputados em part-time" contnua a
existir uma media elevada
de faltas, muitas delas injustificadas.
A assiduidade é um dos factores
que mais descredibiliza os deputados,
e toda a politica representativa.
A bancada com mais faltas é
a do PSD, que é responsável por cerca
de metade das faltas desde o início
da legislatura, seguida pelo CDS.
Os motivos apresentados são
variados mas as faltas continuam
a incidir sobre feriados com
pontes, como o 10 de Junho.
A assiduidade tem, contudo,
vindo a melhorar, com mais controlo
por parte do presidente da Assembleia.



Inês Mendes, 12/07/2010
links
Sotão

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds