Quarta-feira, 26 de Maio de 2010

O Jovem Socialista conta com um post de um/a convidado/a por semana . Esta é uma forma tornar este blogue um espaço ainda mais aberto e pluralista. Esta semana, o convidado é João António, Presidente da Federação da Área Urbana de Lisboa da Juventude Socialista.

 

O metro ao serviço dos jovens

 

A aposta do Estado e de outras entidade públicas nos transportes públicos colectivos representa um exemplo de uma medida de grande alcance transversal para os cidadãos e para a qualidade de vida nas grandes cidades, promovendo mobilidade a preços acessíveis, favorecendo a racionalização do transporte nas grandes áreas metropolitanas e oferecendo um meio de locomoção ambientalmente sustentável.

 

Neste contexto, e considerando ainda outras potenciais vantagens da promoção da utilização de transportes colectivos na nossa área metropolitana e a experiência positiva de outras cidades europeias, das quais Barcelona e Berlim são os exemplos mais evidentes, entendemos que o metropolitano deve ser privilegiado como meio de transporte para a população que frequenta espaços de diversão nocturna, particularmente os que se localizam na cidade de Lisboa, nas noites de maior afluência às zonas tradicionais de bares, discotecas, teatros e outras centros de diversão e espectáculos, devendo o seu horário ser alargado nas noites de Quinta-Feira, Sexta-Feira, Sábados e vésperas de feriados.

 

Na realidade, trata-se de uma medida que não se limita a oferecer conforto a alguns apenas, antes ambiciona a criação de uma alternativa para todos com a vantagem de promover um meio de transporte amigo do ambiente e um aumento da segurança rodoviária: alcança-se uma redução dos carros em circulação, diminuem-se as dificuldades de estacionamento, muitas vezes irregular, em zonas saturadas de veículos, reduzem-se os riscos de acidentes rodoviários associados ao consumo de álcool e promove-se um aumento do número de utilizadores da rede de metropolitano, permitindo a viabilidade económica do alargamento de horário e o reforço da segurança dos passageiros. Acresce ainda que esta necessidade se torna ainda mais premente para aqueles que, não sendo de Lisboa e residindo em municípios vizinhos, dispõem de poucas ou nenhumas alternativas ao transporte próprio/privado.

 

Esta é uma causa de tod@s os jovens da Área Metropolitana de Lisboa pelo que não só a Juventude Socialista como também a Sociedade Civil deve ser mobilizada e chamada a intervir.

 

João António



David Erlich às 00:11 | link do post

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar...
 
Artigos recentes

Progressividade fiscal e ...

Cidadania europeia: o nov...

O progresso...

@ convidad@ da semana - J...

O Homem a fazer de Deus

O gineceu político do PSD

@ convidad@ da semana - C...

Os tiros nos pés do PS

A Democracia Hoje

NotíciasJS - 1.º Noticiár...

Jovem Socialista - Jornal...

Assim vai Cuba...

@ convidad@ da semana - P...

Jovem Socialista Poadcast...

JS em Entrevista - Progra...

Quid iuris?

@ convidad@ da semana - P...

Repugnante

Curtas

@ Convidad@ da Semana - J...

EUA: fez-se história

@ convidad@ da semana - M...

PSD... ou PCP ? ou o desn...

Democracia ao estilo do P...

A pérola II

A pérola

A Europa continua a ser v...

Futurália

"Virou-se o feitiço contr...

Lendo as notícias de hoje...

Frase do dia

MMG

Edições impressas do Jove...

Acompanhe todas as notíci...

Princípios da Administraç...

Da série "aos 10 anos já ...

Da série "aos 10 anos já ...

Da série "aos 10 anos já ...

Neda,

Mutilação Genital Feminin...

Orgulho em ser socialista

Dos EUA...

Por uma política com "P" ...

É da vida...

Notícias que interessam: ...

aCima & aBaixo

Ensino Superior com mais vagas

Começa amanha a primeira fase de
acesso ao ensino superior público
com mais 4% de vagasque em 2009.
Vão abrir mais 2068 vagas, sobretudo
nos horarios pós-laborais.
O Governo assinou em Janeiro
um “contrato de confiança” no qual
garante mais fundos com o
compromisso de que se aumentem
as oportunidades de
licenciatura e mestrados à
população activa.
É uma aposta no ensino superior
que não deixa de ter em conta a
produtividade e crescimento do país,
gerando mão-de-obra mais qualificada.

Deputados ausentes

Em nove meses de legislatura
podem ser contabilizadas 652 faltas.
Mesmo após o aviso do presidente
da Assembleia da República, Jaime
Gama, em que diz que não se aceitam
"deputados em part-time" contnua a
existir uma media elevada
de faltas, muitas delas injustificadas.
A assiduidade é um dos factores
que mais descredibiliza os deputados,
e toda a politica representativa.
A bancada com mais faltas é
a do PSD, que é responsável por cerca
de metade das faltas desde o início
da legislatura, seguida pelo CDS.
Os motivos apresentados são
variados mas as faltas continuam
a incidir sobre feriados com
pontes, como o 10 de Junho.
A assiduidade tem, contudo,
vindo a melhorar, com mais controlo
por parte do presidente da Assembleia.



Inês Mendes, 12/07/2010
links
Sotão

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds